segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

domingo, 27 de janeiro de 2013

CARNAVAL - 8ª Folia na Oficina


Vem aí a melhor festa de carnaval infantil de São Luís, “8ª Folia na Oficina”, dia 30 de janeiro, no Buffet Oficina dos Sonhos (Rua São Geraldo, 125 - Olho D’Água)
Serão mais de 4 horas de animação para seus filhos com total segurança e conforto. E o melhor, criança até 10 anos não paga.
Traga sua família!
A renda será revertida para as obras sociais da Paróquia de Santa Terezinha, no Filipinho. 
Os ingressos estão à venda na On Tour Turismo, no Marcus Center, Renascença (3235-3818).

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

3º Encontrão Paroquial do Dízimo


A Pastoral do Dízimo da Paróquia Santa Terezinha realizará o 3º Encontrão Paroquial do Dízimo no dia 20 de janeiro, o encontro será na Igreja Matriz, e iniciará às 08h com a Missa. Após a Missa haverá uma palestra com Mercedes, da Paróquia Nossa Senhora da Penha, Anjo da Guarda, membro da Pastoral do Dízimo Arquidiocesana, e confraternização com sorteio de presentes, no salão paroquial, encerrando às 12hs. Todos os dizimistas da Paróquia estão convidados.

sábado, 12 de janeiro de 2013

PADRE COMENTA AÇÕES E DIFICULDADES DA INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ

A Igreja no Brasil está preocupada com a iniciação dos fiéis à vida cristã. Essa é uma das cinco urgências da ação evangelizadora no país, traçadas nas diretrizes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.
O documento que contém essas diretrizes da CNBB lembra, citando o documento de Aparecida, que "a iniciação cristã não se esgota na preparação aos sacramentos do Batismo, Crisma e Eucaristia. Ela se refere à adesão a Jesus Cristo. Esta adesão deve ser feita pela primeira vez, mas refeita, fortalecida e ratificada tantas vezes quantas o cotidiano exigir". 
O assessor da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da diocese de Taubaté (SP), padre Fábio dos Santos Modesto, destacou que a família tem papel fundamental nessa iniciação cristã, uma vez que é a "Igreja doméstica", como dizia o Papa, hoje beato, João Paulo II. Mas no contexto social de hoje, padre Fábio lembrou que a família tem terceirizado quase tudo com relação à educação dos filhos e isso tem acontecido também com a fé.
"Nós, como Igreja, nunca teremos condições de iniciar adequadamente ninguém na fé se nós não contarmos com a família. Sem essa estrutura familiar e sem a preocupação da família com que seus filhos tenham fé, conheçam o conteúdo da fé, nós, enquanto Igreja, vamos continuar oferecendo simplesmente alguma pedagogia, instrução religiosa, mas iniciação à fé vai ser um trabalho bem insipiente".
 Mas se existe uma verdadeira família por trás do cristão, padre Fábio explicou que o papel da Igreja fica bem mais fácil, uma vez que terá, simplesmente, que utilizar métodos para organizar os conteúdos de fé. 
O padre lembrou que, ao instituir o Ano da Fé, o Papa Bento XVI propõe que aconteça uma redescoberta da fé em seus conteúdos. Padre Fábio afirmou que hoje muitos católicos estão mal acostumados a pensarem que ter fé é ter um sentimento, uma comoção que o faz acreditar em alguma coisa, mas a fé da Igreja não é acreditar em qualquer coisa.
 "A fé da Igreja tem conteúdo, então são esses conteúdos da fé que a Igreja vai organizar no trabalho catequético, sem nunca esquecer a mistagogia, porque nós precisamos continuar rezando, sentindo e nos comovendo, mas se as pessoas vêm até nós já tendo base, é muito mais simples”.
Porém, a mistagogia, ou seja, espiritualidade na catequese, conforme pontuou o sacerdote, não exclui a preocupação com os métodos, com as dinâmicas, principalmente tendo em vista a necessidade de uma linguagem renovada na Igreja. "É lógico que nós pedimos que os catequistas estejam antenados com a realidade, o Concílio Vaticano II nos diz que a nossa obrigação é sermos dóceis aos sinais dos tempos”. 

DIFICULDADES

A linguagem já constitui uma das dificuldades encontradas para catequizar crianças e jovens hoje. Mas quanto a isso, o padre lembrou a postura do próprio Papa Bento XVI, que apesar de sua idade tem muita preocupação com os jovens, com a linguagem deles, em falar com eles. Um exemplo disso foi o lançamento do YouCat, que é o Catecismo da Igreja Católica direcionado especificamente para os jovens. 
Além da linguagem, padre Fábio citou como dificuldades a conjuntura familiar e social, o desinteresse do jovem pela Igreja e a diferença de mentalidade, o paradigma no qual os jovens estão inseridos. 
Ele lembrou que a Igreja fala de e instrui para valores perenes, mas a sociedade insiste naquilo que é mais volátil, de forma que esses chamados “contra-valores” da sociedade parecem ser mais interessantes a essa fase do ser humano, que é a infância, a juventude. 
“Nós temos uma grande dificuldade de falar de perenidade, de moral, de ética. Então os desafios são imensos e variados, mas não significa que seja impossível”, finalizou. 

EDIÇÕES CNBB LANÇAM MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA A SEMANA MISSIONÁRIA


Com o objetivo de orientar e sugerir a preparação da Semana Missionária nas diferentes dioceses do Brasil, as Edições CNBB lançaram o Manual de Instruções da Semana Missionária JMJ Rio 2013. Baseado no tripé: espiritualidade, cultura e ação social (solidariedade missionária), o evento será realizado no Rio de Janeiro entre os dias 17 e 20 de julho, antecedendo a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá entre os dias 23 e 28 do mesmo mês.
Na apresentação do Manual, o presidente da Comissão Especial para JMJ e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Ulrich Steiner, e o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Eduardo Pinheiro da Silva, falam sobre a importância do documento: "Ele quer ser uma contribuição, uma sugestão para a dinamização da Semana Missionária, segundo as indicações do Pontifício Conselho para os Leigos, na esperança de que a Semana Missionária seja um acontecimento frutuoso para nossas Igrejas Particulares, para nossas comunidades", pontuaram.
Elaborado pelas Comissões Pastorais da CNBB, sob a coordenação da Comissão Especial da CNBB para a Jornada Mundial da Juventude, o subsídio propõe uma programação concreta, que pode ser seguida em cada diocese, e ainda transmite as orientações gerais para o evento de forma clara e objetiva, com gráficos, frases e fotos, sem perder a jovialidade.
"Nesta Semana Missionária em especial, vocês são chamados a colocarem em prática o que desde o batismo receberam. Com certeza, esta Semana Missionária irá aguçar seu espírito para estarem sempre prontos para a missão, que não é uma moda que passará, mas que deverá ser vivida dia a dia em sua comunidade, em estado permanente. Assim, sejamos jovens sempre conectados à vontade de Deus que nos pergunta: Quem enviarei? E sem medo responderemos: Eis-me aqui, envia-me!", escreveu o padre Marcelo Gualberto, das Pontifícias Obras Missionárias, no Manual.
Como fazer uma visita missionária a uma casa? O que fazer antes, durante e depois da visita? Como abençoar uma casa? O Manual de Instrução também traz as respostas dessas e de outras questões práticas, incluindo, ainda, os contatos de todos os padres referenciais dos Regionais da CNBB para a Semana Missionária e anexos.
Ainda no documento, o coordenador nacional da Semana Missionária (JMJ Rio2013) e assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, padre Carlos Sávio da Costa Ribeiro, recordou os objetivos do evento.
"Um dos objetivos é o acolhimento no país, para que o peregrino faça uma experiência com a Igreja no Brasil. É também o desejo de preparar as dioceses brasileiras para a JMJ, mobilizando todo o país a entrar no tema proposto para a Jornada: Missão. Por isso, propõe-se uma experiência missionária, que conjugue o anúncio de Jesus Cristo e o serviço às pessoas. Uma proposta que não consta na programação, mas foi um pedido feito pelo Pontifício Conselho para os Leigos, é que sejam proporcionados aos jovens, durante a Semana Missionária, de forma paralela às atividades que serão realizadas, momentos do sacramento da reconciliação. Cada diocese deve pensar na melhor forma de preparar este momento ao longo da programação, dando oportunidade para aqueles que desejarem buscar o Sacramento", ressaltou.
O Manual de Instruções da Semana Missionária JMJ Rio2013 pode ser adquirido pelo site das Edições CNBB: www.edicoescnbb.com.br.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

ESCOLAS DO RIO DE JANEIRO ACOLHERÃO JOVENS PARTICIPANTES NA JMJ


Em preparação para a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá de 23 a 28 de julho de 2013, muitas instituições e organizações estão se preparando para receber os jovens que virão de todas as parte do Brasil e do mundo. Nesse contexto, instituições de ensino católicas do Brasil já estão organizando o acolhimento aos peregrinos que vão participar do grande encontro.
O Colégio Teresiano, da PUC do Rio, está se preparando para receber 180 jovens provenientes da Europa e América Latina. A oportunidade de reunir os jovens inclusive durante a hospedagem, proporcionará um maior o intercâmbio de ideias de jovens de diferentes culturas.
“Além de garantir a hospedagem, ofereceremos também aos jovens a oportunidade de interagir com nossos alunos em encontros sobre educação e sustentabilidade”, adianta a diretora Glória Fátima Nascimento, em comunicado publicado pela agência Ecclesia.

As inscrições na JMJ, para a qual se prevê a presença do Papa Bento XVI, podem ser feitas no site oficial da Jornada (www.rio2013.com). O ‘Manual de Inscrições de Peregrinos’, disponibilizado na internet, apresenta os custos para os visitantes provenientes de diversos países, divididos em três classes - A, B e C – conforme a situação econômica de cada nação. O lema da JMJ 2013 é ‘Ide e fazei discípulos de todos os povos’, expressão baseada no evangelho segundo São Mateus.

Fonte: CNBB

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

NATAL SEDIARÁ LANÇAMENTO NACIONAL DA CF 2013


Em 2013, o tema da Campanha da Fraternidade será “Fraternidade e Juventude”, com o lema: “Eis me aqui, envia-me” (Is 6,8). A CF é uma proposta evangelizadora da Igreja Católica desenvolvida na quaresma em preparação para a Páscoa. A campanha tem a missão de despertar o espírito comunitário e cristão; educar para a vida em fraternidade; e renovar a consciência da responsabilidade social.
A programação de lançamento nacional da próxima Campanha da Fraternidade (CF), cuja temática será juventude, está definida. O planejamento foi feito durante reunião realizada no dia 19 de setembro, em Natal (RN). A próxima edição da CF, em 2013, celebra os 50 anos da criação da iniciativa.
Ao abrir a reunião, o arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira da Rocha, falou da satisfação da Arquidiocese de Natal em sediar o lançamento da CF 2013. “Será um momento de resgate da história da Campanha da Fraternidade, que começou aqui. Ficamos muito felizes pela compreensão da CNBB em nos conceder a alegria desse momento, na história da Campanha. Para nós, é muito significativo”, disse o arcebispo. 
O assessor da CF da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Padre Luiz Carlos lembrou que a edição de 2013, além de ser um momento comemorativo, será também um momento de revisão da Campanha da Fraternidade. “A Campanha tem um forte poder de evangelização e, por isso, precisamos, cada vez mais, aprimorá-la”, ressaltou. Ele lembrou que a decisão de fazer o lançamento da em Natal foi do Conselho Episcopal Pastoral – CONSEP, da CNBB.
Para o lançamento, ficou definida uma visita ao município de Nísia Floresta (RN) – lugar onde a Campanha teve início, na manhã da quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013;  ainda no dia 14, à tarde, haverá uma entrevista coletiva com a imprensa; no dia 15, será realizado um seminário sobre a temática da CF 2013 – “Fraternidade e Juventude”. Neste mesmo dia, às 17 horas, será realizada a solenidade oficial de lançamento, e, às 20 horas, na Catedral Metropolitana, será celebrada missa, seguida de um show.
Segundo o Padre Luiz Carlos, antes, no dia 13, quarta-feira de cinzas, em Brasília, a presidência da CNBB receberá a imprensa, em entrevista coletiva. Também participaram da reunião o assessor da Comissão Episcopal para a Juventude, Padre Carlos Sávio Ribeiro; o bispo referencial para a juventude no Regional Nordeste 2, Dom Bernardino Marchió; o bispo referencial para Campanhas para o Regional Nordeste 2, Dom Francisco Lucena; além das coordenações de Campanhas do Regional e a coordenação arquidiocesana do Setor Juventude.
Origem da CF
A primeira Campanha foi realizada na Arquidiocese de Natal em abril de 1962, por iniciativa do então Administrador Apostólico, Dom Eugênio de Araújo Sales. O objetivo era fazer uma coleta em favor das obras sociais e apostólicas da Arquidiocese. A comunidade rural Timbó, no município de Nísia Floresta (RN), foi o lugar onde a campanha ocorreu, pela primeira vez.
O lançamento foi feito oficialmente numa entrevista do Administrador Apostólico da Arquidiocese às Rádios Rural de Natal e Poty. Dizia, então, Dom Eugênio: “Não vai lhe ser pedida uma esmola, mas uma coisa que lhe custe; não se aceitará uma contribuição como favor, mas se espera uma característica do cumprimento do dever; um dever elementar do cristão. Aqui está lançada a Campanha em favor da grande coleta do dia 8 de abril, primeiro domingo da Paixão”.
A experiência foi adotada, logo em 1963, por 19 dioceses do Regional Nordeste 2, nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas. Em 1964, a CNBB assumiu a Campanha da Fraternidade.

Fonte: CNBB

CATÓLICOS NO MUNDO

Apesar da crise demográfica e vocacional que atinge a Europa, a Igreja católica cresce em todo o mundo e particularmente na Ásia e na África.
O resultado emerge do estudo realizado pela Agência Fides (http://www.fides.org/aree/news/newsdet.php?idnews=33882&lan=por) que apresenta dados extraídos do “Anuário Estatístico da Igreja” (atualizado em 31 de dezembro de 2010) e dizem respeito aos membros da Igreja, suas estruturas pastorais, atividades no campo da saúde, assistencial e educacional.
Católicos no mundo
Em 31 de dezembro de 2010, a população mundial era de 6.848.550.000 pessoas, com um aumento de 70.951.000 em relação ao ano anterior. O aumento global também se aplica este ano a todos os continentes: os aumentos mais consistentes estão na Ásia (+40.510.000) e África (+22.144.000) seguidos pela América (+5.197.000), Europa (+2.438.000) e Oceania (+662.000).
Na mesma data de 31 de dezembro de 2010, o número de católicos era 1.195.671.000 unidades com um aumento total de 15.006.000 pessoas em relação ao ano anterior. O aumento diz respeito a todos os continentes e é maior na África (+6.140.000), América (+3.986.000) e Ásia (+3.801.000); seguem Europa (+894.000) e Oceania (+185.000).
A percentagem de católicos aumentou globalmente 0,04%, num total de 17,46%. Em relação aos continentes, houve aumentos em todos os lugares, exceto na Europa: África (+0,21), América (+0,07), Ásia (+ 0,06), Europa (-0,01) e Oceania (+ 0,03).
Bispos
O número total de bispos no mundo aumentou de 39 unidades, atingindo um total de 5.104. Em geral aumentam os bispos diocesanos e diminuem os bispos religiosos. Os bispos diocesanos são 3.871 (43 a mais que no ano anterior), enquanto os Bispos religiosos são 1.233 (4 a menos). O aumento de Bispos diocesanos diz respeito a todos os continentes exceto a Oceania (-4), África (+13), América (+22), Ásia (+11), Europa (+1). O bispos religiosos aumentam na África (+3), Ásia (+1) e Oceania (+1), diminuem na América (-7) e Europa (-2).
Sacerdotes
O número total de sacerdotes no mundo aumentou 1.643 unidades em relação ao ano precedente, atingindo a cota de 412.236 padres. Mais uma vez a Europa registra o menor índice (-905), enquanto os aumentos se registram na África (+761), América (+40), Ásia (+1.695) e Oceania (+52). Os sacerdotes diocesanos no mundo aumentaram globalmente de 1.467 unidades, atingindo o número 277.009, com um aumento na África (+571), América (+502), Ásia (+801) e Oceania (+53) e ainda uma diminuição na Europa (-460). Também os sacerdotes religiosos aumentaram 176 unidades e são 135.227. A marcar um aumento, seguindo a tendência dos últimos anos, são a África (+190) e a Ásia (+894), enquanto a diminuição se verifica na América (-462), Europa (-445) e Oceania (-1).
Diáconos permanentes
Os diáconos permanentes no mundo aumentaram 1.409 unidades, atingindo um total de 39.564. O maior aumento se confirma mais uma vez na América (+859) e na Europa (+496), seguido pela Ásia (+58) e Oceania (+1). Uma única diminuição, também este ano, na África (-5). Os diáconos permanentes diocesanos no mundo são 39.004, com um aumento total de 1.412 unidades.
Aumentam em todos os continentes, com exceção da África (-6) e da Oceania (nenhuma variação), precisamente: América (+863), Ásia (+60), Europa (+495). Os diáconos permanentes religiosos são 560,3 a menos em relação ao ano precedente, com leves aumentos na África (+1), Europa (+1) e Oceania (+1), reduções na América (-4) e Ásia (-2).
Religiosos
Religiosas e religiosos não sacerdotes aumentaram globalmente em 436 unidades, chegando ao número de 54.665. Registraram-se aumentos na África (+254), Ásia (+411), Europa (+17) e Oceania (+15). Diminuíram apenas na América (-261). Confirma-se a tendência à diminuição global das religiosas (-7.436) que são 721.935 no total, assim divididas: neste ano, também os incrementos são na África (+1.395) e Ásia (+3.047), as reduções na América (-3.178), Europa (-8.461) e Oceania (-239).
Missionários leigos e catequistas
O número de Missionários leigos no mundo é de 335.502 unidades, com um aumento global de 15.276 unidades e aumentos continentais na África (+1.135), América (+14.655), Europa (+1.243) e Oceania (+62); a única redução é na Ásia (-1.819).Os Catequistas no mundo aumentaram no total em 9.551 unidades, alcançando 3.160.628. Os aumentos se registram na América (+43.619), Europa (+5.077) e Oceania (+393). Diminuições na África (-29.405) e Ásia (-10.133).
Institutos de instrução e educação
No campo da instrução e da educação, a Igreja administra no mundo 70.544 escolas, frequentadas por 6.478.627 alunos; 92.847 escolas fundamentais, com 31.151.170 alunos; 43.591 institutos secundários, com 17.793.559 alunos. Além disso, segue também 2.304.171 alunos de escolas superiores e 3.338.455 estudantes universitários. O confronto com o ano precedente indica um aumento de escolas (+2.425) e uma redução de alunos (-43.693); uma leve redução no número de escolas fundamentais (-124) e um aumento de alunos (+178.056); aumentam os institutos secundários (+1.096) e seus respectivos alunos (+678.822); em aumento também os estudantes de escolas superiores (+15.913) e de universitários (+63.015).
Institutos de saúde, de beneficência e assistência
Os institutos de beneficência e assistência administrados no mundo pela Igreja incluem: 5.305 hospitais, com maior presença na América (1.694) e África (1.150); 18.179 postos de saúde, em maioria na América (5.762), África (5.312) e Ásia (3.884); 547 leprosários, distribuídos principalmente na Ásia (285) e África (198); 17.223 casas para idosos, doentes crônicos e portadores de deficiência, em maioria na Europa (8.021) e América (5.650); 9.882 orfanatos, um terço dos quais na Ásia (3.606); 11.379 jardins de infância; 15.327 consultórios matrimoniais, distribuídos em grande parte na América (6.472); 34.331 centros de educação ou reeducação social e 9.391 instituições de outros tipos, em maioria na América (3.564) e Europa (3.159).

Fonte: Agência Fides

domingo, 6 de janeiro de 2013

Jornada Mundial da Juventude terá mega logística de alimentação



Um evento do porte da Jornada Mundial da Juventude Rio2013 demanda muito trabalho e produção. Toda ajuda é bem-vinda e cada detalhe é importante, como por exemplo, proporcionar uma boa alimentação aos peregrinos inscritos na Jornada, que tenham feito a opção de pacote com refeições. Sendo assim, o responsável pela área alimentícia da JMJ Rio2013, Nelson Mamede, montou um projeto baseado em estudo, desenvolvido propriamente para a Jornada, sobre o que seria necessário e conveniente para uma refeição saudável.
De maio a junho deste ano, um grupo de nutricionistas reuniu informações e estabeleceu o valor energético total diário que um peregrino deveria ter. O estudo levou em consideração as calorias que jovens entre 16 e 30 anos de idade precisam consumir ao longo do dia, respeitando as características de cada refeição, com seus devidos picos de consumo, assim como peso e altura dos jovens.
As principais preocupações da pesquisa foram segurança alimentar, praticidade e diversificação. Logo, viu-se a necessidade de utilizar também produtos industrializados, isentos de manipulação. A melhor forma encontrada por esse grupo de nutricionistas foi fazer kits de alimentação.
Os cardápios serão de dois tipos, um convencional, para quem não tem nenhum problema de saúde, e outro especial, para aqueles com restrições alimentares. Dentro do último grupo estão o celíaco, o diabético e o vegetariano. O cardápio já foi aprovado por associações de Alimentação no Brasil. “Foi um estudo muito profundo. Esse será um legado que a JMJ Rio2013 deixará para os próximos eventos, porque isso envolve toda uma ciência e tecnologia. Estamos criando outras inovações para o Rio de Janeiro”, afirmou Nelson.
Como será a alimentação
Entre os dias 23 e 27 de julho, o café da manhã será distribuído através de kits. Os peregrinos receberão o café da manhã nos locais de catequeses, que somam um total de 400 pontos. Para o almoço e jantar nesse período, serão distribuídos para cada participante um cartão de refeição. Ele poderá escolher, dentre os restaurantes cadastrados, o local que mais lhe agrada para comer.
De acordo com Nelson Mamede, será montado, com a ajuda da empresa de tickets de refeição a ser contratada, uma rede de estabelecimentos comerciais alimentícios credenciados à Jornada. Nesse local, haverá uma refeição com valor diferenciado, de acordo com o destinado no vale-refeição, que será chamado de Prato Peregrino. Há um esforço de sensibilização para a adesão de todo o comércio alimentício do Rio de Janeiro. Até agora 25% dos hotéis, bares e restaurantes aderiram a proposta.
“Estamos no início de um plano estratégico, um procedimento para atingir todo comércio de alimentos da cidade. Isso está sendo desenvolvido em partes. Primeiramente estamos fazendo contato com sindicatos de todos os tipos de alimentação. Será um trabalho difícil, mas também interessante. Por isso, nós ficamos tão felizes da Bolsa de Cereais estar conosco, nos apoiando, porque eles têm um efeito multiplicador. Eles se dispuseram a apoiar o movimento necessário de sensibilização dos hotéis, bares e restaurantes”, destacou o coordenador. O prazo para que a rede credenciada esteja definida é de 60 dias antes do início oficial da Jornada.
Já nos últimos dois dias da JMJ (27 e 28 de julho), quando ocorrerá a Vigília, a estratégia será diferente. As três refeições serão fornecidas por meio de kits, todos eles obedecendo ao critério do valor energético total diário. Sua distribuição ainda está sendo estudada. Somando todas as refeições de café da manhã nas catequeses e na vigília, serão 10 milhões kits. 

Queimação de Palhinha na Igreja Santa Terezinha



Dia 6 de janeiro é comemorado "O Dia de Reis", segundo a tradição cristã seria aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebera a visita de "alguns magos do Oriente" , no caso três Reis Magos, e que ocorrera no dia 6 de janeiro. A noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é conhecida como "Noite de Reis". A data marca, para os católicos o dia para a veneração aos Reis Magos, que a tradição surgida no século VIII converteu nos santos Belchior, Baltazar e Gaspar. Nesta data, ainda, encerram-se para os católicos os festejos natalícios - sendo o dia em que são desarmados os presépios e por conseguinte são retirados todos os enfeites natalícios.
A Igreja Católica comemora a Epifania, que é a revelação, aos homens, da vinda de Jesus. No Evangelho de Lucas (2, 8-20), pastores de Belém recebem a notícia por um anjo e vão adorá-lo no estábulo que deu origem à tradição do presépio. No Evangelho de Mateus (2, 1-13), um grupo de magos do Oriente é avisado por uma estrela, que eles seguem até Belém para louvá-lo em sua casa.
Na Paróquia Santa Terezinha, houve lindas Celebrações. Na Igreja Matriz Santa Terezinha, Filipinho, a Missa foi presidida pelo Pe. Marcelo Pepin.
A “queimação de palhinha”, que é realizada no Dia de Reis, acontecerá no dia 08, terça-feira, às 17h30, após a Missa, na Igreja Matriz. Após a queimação das palhinhas, será oferecido um tradicional bolo com chocolate e refrigerantes.
A queimação de palhinhas consiste em colocar a murta, planta que recobre o presépio no fogareiro, ao som de cânticos religiosos populares. A murta é utilizada para decorar os presépios, e quando queimada exala um odor agradável.